quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Poema para uma mulher utópica


Quando decidi criar as quatro estações, inspirei-me em teu sublime ser.
Do brilho incessante dos teus olhos fiz o verão.
De tua perfeita boca e divino sorriso fiz a primavera.
Da tua alva pele onde transparece a tranquilidade fiz o cair da neve que precede o inverno.
E por fim, das lágrimas que vi cair de tua face, criei o outono, estação das despedidas, de quem tanto amamos e cuidamos, como o cair da filha folha da mãe árvore, mas sempre no aguardo de reflorescerem, como o amor que apesar de qualquer mágoa, sempre retorna.


Uadi

Um comentário:

Danna disse...

Belo poema e bela imagem. =D